Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Projeto México’ Category

5. Equipe Monte Líbano

Equipe da APEC: Jaime, Guilhermo, Judite, Leticia, Daniel, Basile, Calebe, Amniel e Guilhermo Junior
Alunos Treinados: 83

6. Equipe de Sancaralampio

Equipe da APEC: Eva, Humberto, Ana Rita, Sarita, Juliana, Isabel, Abigail e Araceli

Alunos Treinados: 56

Crianças de Sancaralampio – uma das meninas é surda-muda e aprendeu o cântico com sinais

7. Equipe Las Margaritas

Equipe da APEC: Noemi, Cande, Geraldo, Juan Gerardo, Sergio Edurado, Paola, Jasmin e Socorro de Urbina

Alunos Treinados: 54
Enrique, diretor nacional da APEN México com adolescentes no treinamento e que já foram participantes de “niños com vision” – um Programa da APEN do México
Criança de Las Margaritas –

8. Equipe de Trinitário Chiauahua
Equipe da APEC: Socorro Solorsano, Abilei, Jorge e Leive
Alunos Treinados: 28

9. Equipe de Comitan
Não foi possível estar com a equipe, mas o irmão Humberto, no centro da foto foi o líder desta equipe. Sua esposa Ingrid esteve liderando a equipe de Cristovan Colombo
Equipe da APEC: Humberto, Yolanda e Alicia
Alunos Treinados: 72

10. Equipe de Cardenas
Equipe da APEC: Pr. Sóstenes, sua esposa Maday e mais 5 participantes
Alunos Treinados: 48
Não foi possível visitar esta equipe, mas o Pr. Sóstenes, ao lado esquerdo da foto, foi o líder desta equipe. Há muitos anos atrás, quando ainda era seminarista, ele havia recebido um treinamento através da missionária Roberta Fay, obreira que trabalho muitos anos no Brasil, no Chile e agora está aposentada e vive nos Estados Unidos, com mais de 80 anos de idade.

Para mais informações entre em contato com a “APEN – México”: apenmty@gmail.com

Anúncios

Read Full Post »

Das 10 equipes, apenas duas não foi possível visitar. Houve dia em que andamos o dia inteiro, em estradas bem precárias, com muitas pedras, muitas curvas, e passando até por áreas sob o controle dos zapatistas, que afirmam serem seus municípios autônomos e em rebeldia com o Governo Federal. Eles seguem suas próprias leis. Em muitas regiões do estado de Chiapas há intolerância religiosa para com os evangélicos e casos de perseguição e discriminação. Mesmo assim, é maravilhoso chegar em lugares tão distantes e encontrar ali a presença de crentes e da igreja evangélica. Conheça os locais na mesma ordem em que foram visitados:

1. Petalcingo – A equipe da APEC ficou hospedada e ministrou o treinamento na Iglesia Bautista Misionera “Tesalónica”

Equipe da APEC: Lety, Roberto, Silvia, Gabi, Marta e Pr. Ricardo

Veja abaixo da direita para a esquerda: Enrique Serralta, diretor APEC do México; Alfredo, motorista durante todo o Projeto; Pr. Ricardo, pastor da igreja hospedeira; Pr. Gilberto, da APEC do Brasil; Roberto, lider da equipe de Petalcingo

Alunos Treinados – 44
crianças de Petalcingo, pertencentes ao grupo Tzetal

2. Nova Betania
Equipe da APEC: Maitê Serralta, Carmen, Betsy, Micaela, Gabi, Numa, Enrique Junior, Josué e Gracia

Alunos Treinados em Nova Betânia: 29

Crianças de Nova Betânia, do grupo Chol

3. Frontera Corozal
Alunos Treinados: 22
Jantamos com a equipe da APEC: Kenty, Lila, Silvia, Eunice e Mariana
Caldo com Frango, Arroz, Tortilla, bastante pimenta… Uma delícia

Crianças de Frontera Corozal, falam o Chol e estão na divisa com a Guatemala


4. Cristovan Colombo
Lideres da Igreja que hospedou a equipe e onde foi realizado o treinamento
Equipe da APEC: Ingrid, Luzmaria, Esther e Lucero (Ingrid, ao lado do Enrique, é esposa do Humberto que ficou na Equipe de Comitan. Ela fez o Instituto de Liderança da APEC na Suiça)
Alunos Treinados: 20

Crianças de Cristovan Colombo

Read Full Post »

No dia 06, após as saídas de todas as equipes segui junto com o Enrique e o Alfredo, que estava a disposição como motorista, para o local onde aconteceria o Encontro de Pastores, na cidade de Palenque. Neste município há muitos sítios arqueológicos e é muito procurado pelos turistas. Chegamos bem tarde da noite e nos dias 07 e 08 tínhamos um encontro com pastores e uma agenda ocupando todo o tempo com diversas palestras.

As reuniões com os pastores foi bem no centro da cidade, nas dependências do Instituto Bíblico da Igreja Presbiteriana do Presbitério Chol. O Instituto fica ao lado da Igreja, onde algumas mulheres estiveram durante os dois dias preparando as refeições. A alimentação nesta região é bem temperada e picante. Não falta nunca a tortilla, feita com farinha de milho. Ovos e feijão são muito consumidos também. O desjejum quase que diariamente foi: tortillha, feijão e ovos. Caldos com legumes e frango eram também constantes, sempre acompanhados com muita tortilla.
Numa placa, numa das estradas, estava escrito em letras grandes: “sin maiz no há paiz” e logo em seguida alguém havia acrescentado: “sin frijole tanpoco”.Traduzindo: sem milho não há pais… sem feijão, tão pouco.
Os 17 pastores participantes eram do grupo indígena Chol. Tanto o povo Chol como o povo Tztetal tem a Bíblia em sua própria língua, assim como os seus hinários.

As crianças crescem falando apenas a língua materna e vão aprendendo o espanhol quando chegam na escola. Verifiquei que em todos os povoados por onde passamos há escolas primárias e secundárias, do governo.

(Praça na cidade de Palenque)

Após esta série de palestras com os pastores, nosso trabalho foi visitar cada uma das localidades para encorajar os obreiros e voluntários da APEC, conhecer os pastores e anciãos que estavam hospedando as equipes, conhecer os participantes do treinamento em cada local, trazer uma mensagem para animá-los, orar com eles e deixar algum material que estivesse em falta.

Read Full Post »

Sai de São Paulo na madrugada do dia 03 de abril para o México, via Panamá. Houve um problema na saída do vôo da cidade do Panamá para a cidade do México, e eu perdi a conexão para Tuxtla Gutierrez, capital do estado de Chiapas onde se desenvolveu o Projeto “Alcançando o Futuro de Chiapas Hoje”! Cheguei em Tuxtla Gutierrez, no dia 04 às 12 horas. Deveria ter chegado no dia anterior às 17 horas. O irmão Humberto estava a minha espera e seguimos imediatamente para o local do treinamento da equipe. Uma viagem de 4 horas através das montanhas.

Que paisagem exuberante! Quantas curvas. Impossível enumerá-las. Passamos por diversos povoados. Avistamos ao longe algumas pequenas cidades. Num dos povoados o irmão Humberto comprou milho cozido (maiz) e fomos comendo em quanto seguíamos na estrada.O diretor da APEC do México, Enrique Serralta e sua esposa Maitê já haviam iniciado o treinamento pela manhã e, tão logo cheguei tive a oportunidade de ministrar ao grupo de obreiros, instrutores, voluntários e cooperadores da APEC do México.
A primeira quinzena de abril, no México, é um período de férias. Todos estavam dedicando suas férias para servir ao Senhor na evangelização das crianças em Chiapas, estado que faz fronteira com a Guatemala, famoso pelos seus sítios arqueológicos do período dos maias, pelas suas selvas, montanhas, rios, cachoeiras e grupos indígenas que conservam seus costumes e línguas.
Foram formadas 10 equipes que na primeira semana ministrariam treinamento para os crentes das localidades onde estariam atuando. Na segunda semana todos estariam realizando Classes de Cinco Dias, Evangelismo Pessoal e ao Ar Livre e Campanhas nas igrejas. No dia 06 as equipes sairam para os diferentes locais. Viagens longas e cansativas através de inúmeras montanhas. Algumas equipes só chegaram à noite. O dia inteiro de viagem. Chiapas tem 118 municípios e mais de 2 mil povoados. Os locais para onde as equipes se dirigiram foram: Petalcingo, Nova Betânia, Cardenas, Frontera Corozal, Sancaralampio, Cristovan Colombo, Monte Líbano, Las Margaritas, Trinitário Chiauahua e Comitan.

O Treinamento da Equipe acconteceu nos dias 04 e 05 de abril no Instituto Bíblico Presbiteriano Betel, do Presbitério Tzetal, em Buenos Aires, município de Ocosingo, estado de Chiapas – México

Read Full Post »

%d bloggers like this: